Todo nódulo na tireoide é maligno?

Em primeiro lugar é importante que você saiba qual é a função da tireoide:

Ela é uma glândula responsável pela regulação de diversos processos que envolvem o metabolismo do corpo humano, como a produção dos hormônios T3  e T4, os quais desempenham papel essencial no funcionamento do coração, cérebro, respiração, manutenção da pele, cabelo, temperatura, entre outros.

A grande questão é que alguns fatores de risco, como a  deficiência de iodo no organismo, idade avançada e a genética, podem desenvolver distúrbios na tireoide. Algumas dessas disfunções são caracterizadas pela produção excessiva de hormônios, chamada de hipertireoidismo, ou apresentar uma queda na produção hormonal, denominada de hipotireoidismo, alterando diversas funções do nosso corpo, podendo causar sintomas como cansaço, palpitações, alterações de humor, irritabilidade, perda ou ganho de peso, fraqueza muscular, perda da libido, e muitos outros.

Além de anomalias funcionais, esses distúrbios podem causar ainda alterações na forma dessa glândula, desencadeando a formação de nódulos da tireoide, que são pequenos caroços que podem ser isolados ou múltiplos.

Mas não se apavore!

De acordo com o Cirurgião de Cabeça e Pescoço do Hospital Jorge Saade, Dr. José Carlos Barauna Neto, com relação aos nódulos de tireoide, a grande maioria deles são benignos, ou seja, geralmente não são doenças neoplásicas malignas. Comumente são detectados em exames complementares como ultrassonografia.

É importante ressaltar também que, não são todos os nódulos que necessariamente precisam ser investigados com punção ou com exames mais específicos, o ideal é que nódulos maiores que 1cm, com características ultrassonográficas suspeitas (geralmente aqueles visíveis no pescoço ou que já causam dificuldade para engolir e/ou respirar) devam ser avaliados a partir da punção ou da biópsia aspirativa.

Portanto, caso você perceba na região do seu pescoço, algum nódulo que não causa dor, que está aumentando e que gradativamente está ficando mais endurecido, o ideal é procurar o quanto antes o auxílio de um médico especialista,  que avaliando esse linfonodo, terá condições de apresentar um diagnóstico de precisão se é um nódulo maligno ou não.

Reforçando, a grande maioria das doenças da tireoide, mesmo quando neoplásicas malignas, são tratadas com sucesso a partir dos eficientes tratamentos que nós temos nos dias atuais. De todo modo, é importante que você conheça seu corpo, fique atento a quaisquer alterações, mantenha seus exames de rotina em dia e procure manter hábitos saudáveis.

 

CURIOSIDADE: Dia 25 de Maio é definido como o Dia Internacional de Conscientização da Tireoide, mais uma data para falarmos sobre saúde e prevenção.

Em caso de dúvida, procure sempre um endocrinologista e cuide-se!